18 de junho de 2010

...

Sei que muito se vai escrever um pouco por todo o lado mas soube-o agora mesmo: morreu um dos meus ídolos literários. Sou assumidamente fã de Saramago e sempre o defendi como génio literário que é durante as polémicas que ocasionalmente levantava (o que lhe agradava fazer). Já era fã antes do Nobel e rejubilei com esse galardão não só para ele mas para a Língua Portuguesa. De todas as obras que li ficou comigo alguma cena, personagem, nome ou imagem, como o cão achado, o Sr. José, o cão das lágrimas e tantas outras coisas.
O Homem parte mas a obra fica, estamos de luto mas não mais pobres. E tanto haveria para dizer mas como não tenho palavras suficientemente dignificantes fico por aqui na minha homenagem.

Sem comentários:

Enviar um comentário