30 de dezembro de 2011

Frustrações de uma (péssima) dona de casa

Vivo rodeada de mulheres prendadas: elas fazem biscoitos, bombons, tortas, bolos, cupcakes, cozinham carne, peixe, aves, marisco e o que mais quiserem, elas bordam, costuram, pintam, têm a casa imaculada, nunca estragam a roupa na máquina e essas coisas. Eu bem me inspiro (vejo Masterchef e tudo) mas o resultado é sempre a sobremesa que sobra na íntegra (ou quase)... A frustração é grande mas aceito-me finalmente como especime incompleto que sou e desisto (ainda fico a ganhar no que se poupa em ovos, farinhas e açucares, gás e eletricidade!).

Pronto, é a minha reflexão de fim de ano!

3 comentários:

  1. eu só faço as coisas básicas, nem me atrevo a cozinhar pratos muito elaborados porque além de ser uma grande chatice pode correr mal.
    adorava saber costurar porque poupava muito dinheiro e conseguia fazer coisas lindissimas.
    mas nem toda a gente nasce com os mesmos predicados. tu, por exemplo, danças. e olha que não é para qualquer pessoa!
    beijinhos e uma boa passagem de ano

    ResponderEliminar
  2. Pois é Ana mas às vezes é frustrante... Bom ano para ti! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Tenho a certeza que fazes coisas maravilhosas que quem te rodeia não faz.Beijinhos e bom ano:)

    ResponderEliminar