12 de janeiro de 2012

Não havia necessidade...



Eu, viciada confessa de tv, que a tem ligada desde que esteja em casa só pela companhia mesmo que não olhe para ela nem saiba o que está a dar, que sou da geração dos dois canais de tv, que cresceu a seguir religiosamente a novela brasileira no final do telejornal, sinto-me indignada com o que a TDT representa para muitas pessoas neste país. Primeiro porque ainda não compreendi a necessidade da alteração, mesmo. Depois porque para muitas e muitas pessoas e por variadas razões, a televisão, (entenda-se os 4 canais) é de facto a sua única companhia durante todo o dia e é de uma tremenda injustiça que para alguns, onde o descodificador não resolve porque o sinal é muito fraco, a alternativa seja comprarem uma parabólica (quando até o dinheiro para a farmácia e a mercearia é contado) para continuarem a ver os mesmos 4 canais.
Mas, pergunto eu na minha ignorância, isto era mesmo necessário? E porquê? E em benefício de quem? É que eu às vezes não percebo mesmo nada...

2 comentários:

  1. Cat só sei que isto dá uma grande dor de cabeça...
    e quem ganha com isto são a zon e a meo porque as pesoas entram em pânico e está tudo a mudar para a tv por cabo...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. A forma como o processo foi conduzido é uma vergonha. Somos o único pais em que os cidadãos ficam a perder. É revoltante ver a Anacom, que devia zelar pelos interesses dos cidadãos, dizer que não sinal fraco porque há uma cobertura de 100% do pais, como se as pessoas estivessem a mentir.

    ResponderEliminar