8 de novembro de 2013

Casa Ensombrada

Por força das circunstâncias desta minha tri-maternidade- pouco- mais- que- solteira, voltei para casa dos meus pais, mais perto das escolas e onde, efectivamente, há mãos (e vontade) para ajudar. Cada vez menos vou a minha casa e para casa assombrada pouco lhe falta, talvez os móveis cobertos com lençóis brancos. Incomoda-me a escuridão, o silêncio e o frio que lá se instalaram mas o que mais me fraqueja os nervos são os quartos dos meus filhos e a sala onde brincam arrepiantemente arrumados. Venho de lá invariavelmente doente... da alma

1 comentário:

  1. Estares acompanhada vai-te fazer melhor e vais ver que vais voltar à tua casa onde ainda vais ter muitas alegrias;) Aproveita este tempo com os pais, deve ser bom:)

    ResponderEliminar